FECHAR

Atenção!

Sindaesp alerta para cobranças indevidas da Contribuição Sindical Patronal

Empresas de Administração recolhem a GRCSU para o Sindaesp

O Sindaesp alerta as Empresas que são por ele representadas em todo o Estado de São Paulo sobre boletos referentes à cobrança da GRCSU 2017 que estão sendo encaminhados, indevidamente, pela CONSIF - Confederação Nacional do Sistema Financeiro.

Como esta tem sido uma prática cada vez mais utilizada por Entidades que nada têm a ver com a base representativa do *Sindaesp, orientamos as empresas para não fazerem o pagamento desses boletos e nos comunicarem o fato encaminhando cópia da cobrança para que a nossa assessoria jurídica possa se manifestar formalmente sobre a ocorrência.

Lembramos que o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal das Empresas de Administração com sede no Estado de São Paulo, com vencimento em 31 de janeiro de 2017, deverá ser realizado em favor do SINDAESP.

Estamos à disposição para mais esclarecimentos através do e-mail sindaesp@sindaesp.com.br e nos Telefones: (11) 3263-1140 / (11) 4119-1622.

Assessoria Jurídica

Sindaesp - Sindicato das Empresas de Administração no Estado de São Paulo

*O Sindaesp - Sindicato das Empresas de Administração no Estado de São Paulo, filiado à FECOMERCIO, criado em 2007, teve seu Registro Sindical publicado no DOU-Seção 1 em 15/01/2010, emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, sob o n° 46219.046821/2008-1 e inclui empresas de administração como as de Direção Superior (Holdings), Planejamento, Organização, Controladoras Acionárias e de Participações, Administração de Patrimônio, Orçamentário, Financeiro, de Intangíveis entre outras inerentes à administração conforme citadas no Registro Sindical da Entidade.

Buscar:
8
false

Fiscalização

Atenção aos prazos  para recolhimento da contribuição sindical ao Sindaesp. O não respeito aos prazos, que ocorre no primeiro mês de cada ano, incide em  multa e juros.

A Contribuição Sindical é um tributo federal, instituído pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, em seu art. 579. Do total recolhido, 60% cabem ao sindicato, 15% à federação, 5% à confederação e 20% ao Ministério do Trabalho - CEES - Conta Especial Emprego e Salário, gerenciada pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT. Daí a razão da fiscalização pelo Ministério e a multa trabalhista.


 

SINDAESP - (11) 4119-0174 / (11) 4119-1622 / (11) 3263-1140

Av. Paulista , 1439 - 1o andar - cj 11 - CEP 01311-200 - São Paulo

© Copyright 2012. Sindaesp - Todos direitos reservados.

LazzDesign